sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Noites Negras e Dias Claros

                                


Muitos de nós temos noites negras. Muitos de nós temos incertezas, solidão e as pontadas de desejos e necessidades que imploram ser satisfeitos, mas que passam aparentemente despercebidos. Às vezes, o caminho é nebuloso e escorregadio, e não temos esperança. Tudo que conseguimos é sentir medo. Tudo que conseguimos é ver o escuro.” (Trecho do livro Co-Dependência Nunca Mais, pg. 134)


Eu me lembro de quando começamos a namorar, muitas foram as noites em que chorei, noites essas que eu achava que não ia ter fim.
Ele trabalhava na refinaria e fazia muitas horas extras, e o que tem bastante lá dentro é álcool e muita droga... Nessa época, ele tinha uma amizade podre, sabe aqueles amigos, que quando querem usar, quer que você use junto e até paga para você, pois é, esse era o Pedro*, muito carismático, mulherengo, adorava uma cocaína.
Uma vez num churrasco, eu disse que se ele continuasse nessa vida, não iria dar muito certo, e se ele estava com vida, é porque Deus estava te dando uma chance. Ele riu da minha cara.
Dias depois, ele foi parar no hospital com uma pré-overdose (quando se tem overdose, é porque a pessoa morreu).
Nos dias de hoje, Pedro está bem, está indo na igreja, aparentemente limpo, graças a Deus.

Mas, me lembro das noites que eu chorava, minha co-dependência era tão ativa que eu nem sabia, julgava o Pedro e outros amigos, sendo que na verdade quem escolheu usar, foi meu amado.
Temos uma criança sentada no chão, colocamos vários brinquedos a sua volta, ela escolhe qual ela quer brincar. Naquelas noites, o meu amado escolheu usar, e eu não aceitava isso.
Mas eu tenho que aceitar?
Existe algo que chama respeito e individualidade. E hoje aprendi, que se a escolha dele for usar, eu tenho que respeitar, pois ele escolheu isso, é um direito dele. Assim como eu escolhi amá-lo do jeito que ele é, e que a única pessoa que eu posso modificar é a mim mesma, certo!

Naquelas noites, eu só conseguia ver desgraça, eu só conseguia chorar. Ficamos triste, mas continuar sofrendo é opcional!
Tudo mudou, a partir do momento que eu comecei a entender que ele tem suas escolhas e eu tenho as minhas. Que eu posso continuar chorando ou eu posso sorrir.
Eu posso viver a vida da maneira que eu quiser, tanto boa, quanto ruim. A escolha é minha.
Eu troquei a minha tristeza, pela minha auto-estima.
“Nossa, que insensível que você é..”
Não é ser insensível, são escolhas. Se eu ficar chorando vai mudar alguma coisa? Não. Se eu me jogar no chão, ficar igual uma louca, vai adiantar alguma coisa, ele vai parar de consumir, vai voltar para casa naquele momento? Também não.

Queridas e queridos, nossos amados(as) tem uma doença que infelizmente no momento de euforia, de consumo os cegam. No momento de consumo, nada importa, nada tem limite. Se precisar andar 1865959855 mil quilômetros por causa de uma droga, pode ter certeza que eles irão andar. É triste, mas é a realidade, é o que a droga faz.

Mas eu quero vocês vejam além dessa situação caótica, além das noites ou dias negros, que existem sim, dias claros. Escolha ser feliz, eu sei que dói ver essa pessoa consumindo, mas você não pode morrer junto né.
Para ajudar essa pessoa, você tem que estar bem. Nenhum doente ajuda outro doente.

Quando optamos por ser felizes, começamos atrair coisas boas. Eu acredito que se você tiver pensamentos negativos, irá atrair coisas negativas; então pensamentos positivos, atraem coisas positivas.
Pessoas felizes, são agradáveis, todo mundo gosta de estar perto. Pessoas que vivem lamentando, reclamando, ninguém gosta de ficar perto (Não estou falando que você não pode desabafar, até porque esse blog é pra isso), mas pensa só se você transformar a sua vida num mar lamentações, se você só reclama,... Ai fica impossível de achar uma saída, uma  esperança, uma solução.

Eu tenho uma tia, que tudo que falam para ela, ou ela reclama, ou ela fala que não vai dar certo, ou ela fala que já perdeu as esperanças, uma pessoa totalmente negativa.
Resultado, as pessoas criaram uma certa antipatia por ela, por não querer enxergar algo melhor.

Eu quero vocês estimulem a sua imaginação a criar coisas novas, vocês vendo uma situação difícil pensem numa saída. Ou se não, como eu penso às vezes, como Jesus agiria em tal situação? Como ele responderia?
Tentem ver as coisas de maneira mais positiva, principalmente a recuperação dos nossos queridos.
Pensem comigo, todo comportamento negativo ou positivo reflete no DQ. Então, deseje refletir algo positivo.

Tem um livro maravilhoso do Augusto Cury "Nunca Desista dos Seus Sonhos", é ótimo, ou melhor, todos do Augusto são bons (super indico, leiam!!!), ele usa muito Jesus Cristo como referencial, que veio a este mundo como homem e hoje é um ser celestial, mas ele dá exemplos que nós podemos adotar em nossas vidas... E super motivacionais e levantam a auto-estima.

Podemos sim, ter noites negras, mas que os dias claros sejam muito maiores em nossas vidas! Não se esqueçam disso, existem sim dias claros, e às vezes só basta que nós abramos as janelas e as cortinas das salas ou dos quartos para vê-lo.

4° Passo CODA: Liberto-me da preocupação, da culpa e da lamentação quanto ao meu passado e ao presente.


"Eu me mantenho o suficientemente atento(a) para não repetir. “Você também pode atravessar situações negras. Pode cuidar e confiar em si mesmo. Confie em Deus. Vá o mais longe que puder, e quando chegar lá, será capaz de enxergar mais adiante. Isso chama-se Um dia de cada vez.” (Trecho do livro Co-Dependência Nunca Mais, pg.135)
Seja feliz, só por hoje.




*Nome fictício


6 comentários:

  1. Mari, é muito bom ver você tão serena e em recuperação...
    No comentário anterior, te perguntei sobre grupos na sua cidade... Depois que vi, que você é de Campinas, e aí tem vários grupos sim! Eu já fui algumas vezes no grupo União com meu amor, adorei lá, é muito bom...
    Não sei se o seu amor tem o costume de ir, mais como lhe disse se ele não tiver, aconselho você á insistir pra ele ir.

    Beijos.. Tamo juntas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ia no grupo Tente Outra Vez... Mas já tem um tempinho que não vai.
      Mas pode deixar que vou insistir, pra essas coisas eu sou chata. E creio que temos que ser chata mesmo, pois é para o bem..

      Você mora aqui no Estado de SP ?

      TAMO JUNTAS
      Bjoos

      Excluir
  2. Todo grupo é bom.... afinal não esquecemos que o primeiro a chegar no grupo é o Poder Superior!

    Mari, adorei seu post... è muito bom ver alguém "batendo a poeira e dando a volta por cima"....
    Afinal você só poderá puxar o seu amor para fora do poço se você estiver "lá em cima" né não? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente minha querida.
      Lembro quando eu fui no seu cantinho uma vez desabafar, e vc me falou do poço que ele estava cavando, à partir dai eu comecei a ver, que se eu tiver dentro do poço, fica impossível dos dois sairem!

      Excluir
  3. Boas dicas, eu precisei ler várias vezes seu post, rsrs...
    Amei,
    Grande beijo linda.
    Estamos Juntas,
    beijosss

    ResponderExcluir
  4. Sempre juntas Bia!
    Conte comigo.

    Bjoos

    ResponderExcluir