quinta-feira, 29 de março de 2012

Procurando Ajuda



Olá, tudo bem com vocês?
Meu amado segue firme na sua recuperação, mantendo-se limpo só por hoje.
Ultimamente ando postando menos por conta das minhas férias, tenho saído com o amado, feito as coisas com ele durante o dia, a tarde descanso um pouco e a noite eu vou para faculdade.

Minha faculdade teve um problema, pois várias pessoas da minha sala, como eu, fomos enganados a respeito da bolsa, por isso corri atrás essa semana de outra faculdade.
Já prestei o vestibular, passei e agora estou correndo atrás de outros documentos que a antiga faculdade não quer liberar.

Depois daquele post, li todos os comentários e pensei em cada palavra ali escrita. Conversei com uma amiga, ela me disse que eu estou assim pelo fato de estar em casa e querer “controlá-lo”, típico comportamento de co-dependente.
Depois disso refleti nessa dificuldade que às vezes eu tenho comigo mesma e decidir procurar a ajuda de um profissional.
Quero me conhecer, quero aprender a lidar com isso, quero me compreender. Quando o amado estava ativo, por diversos momentos eu foquei nele e esqueci de mim, depois que eu conheci a co-dependência, vi que era mais uma, e que não podia querer controlar uma doença, a qual a única pessoa responsável pela recuperação era ele.
À partir daquele momento mudei meu comportamento em vários aspectos, mas ainda vejo os sinais da co-dependência em mim. Quero me recuperar, por mim.

Semanas antes eu já havia marcado uma consulta com um psiquiatra para poder tratar do distúrbio de serotonina, eu não ia falar com ele sobre minha co-dependência e nem sobre adicção do meu amado, mas quando ele perguntou sobre minha vida, falei um pouco.
Foi um médico muito gentil, me simpatizei com ele, com o seu método de trabalho, e na próxima segunda-feira começarei minha terapia.
Ele me indicou 10 sessões, disse que através dela, aprenderei a aceitar as situações, compreender a mim mesma e entender esses conflitos.
Disse até, que poderá indicar um psicólogo para o amado voltar a fazer as suas terapias.
Fiquei muito feliz! Pois ele me motivou bastante e é como se uma nova esperança surgisse.

Esses últimos dias com o amado tem sido muito bom, e triste só de pensar que minhas férias já estão acabando, só tenho mais 10 dias, mas tentarei aproveitar ao máximo.
Hoje fomos ao parque bem cedinho, antes passamos na padaria para eu tomar café, e seguimos para lá.
Caminhamos juntos, pudemos conversar, colocar o papo em dia, depois da primeira volta ele seguiu para sua corrida e eu fui ver uns animais.
Depois nos reencontramos e viemos para casa, amanha o dia já está cheio de compromisso com ele também.

Ele tem conversado com minha mãe, falado que está se sentindo melhor, mais motivado, sem vontades de usar drogas, e conseguindo parar de fumar.

Enquanto a mim, tenho me policiado para não ter aqueles pensamentos, para não deixar a co-dependência me dominar.
Conto com vocês, e obrigado pelas palavras mais uma vez.

Só por hoje!

4 comentários:

  1. Oi Querida Mari.
    Procurar ajuda para muitas pode parecer sinal de fraqueza mas na verdade é sinal de inteligência,
    porque na vida a gente nem sempre consegue fazer
    tudo sozinho.
    Que bom que Seu amado está bem, fico feliz por vcs.
    Bjs.
    Tamujuntas sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Fenixx por poder contar com vc e por vc me fazer enxergar que procurar ajuda é sinal de inteligência!

      Você é muito importante para mim!

      Tamujuntaas
      Bjoooos

      Excluir
  2. Tamu junto Mari, eu sem ajuda nao conseguiria evoluir nem metade do que sou hj ! Toda ajuda é bem vinda , acho que a tríade espiritualidade, ajuda profissional e grupo de ajuda, sao 50% de chance de sucesso o restante é nossa própria forca de vontade! Tamu junto garota!!!! Precisando estarei sempre aqui! Te amo e tb te admiro demais!!!

    ResponderExcluir
  3. Obrigado pela palavras que só me motivam seguir em frente em minha caminhada!

    Sempre juntas!
    Te amoo

    ResponderExcluir