sábado, 14 de abril de 2012

Crise


Não sei nem como começar o post!
Eu não sei se eu estou triste, se eu estou chateada, não sei.

Fomos pagar uma conta e depois eu passei na faculdade para resolver um probleminha de uma matéria, ele foi abastecer o carro.
Na volta, voltou com uma lata de cerveja na mão.

A bebida é a porta de entrada para tudo.

Pois é, meu amado está em crise!
Nem olhei no seu rosto a hora que entrei no carro, na pequena demora para me pegar, já logo pensei que algo aconteceria, e dito e feito.
Dava para abastecer 10 carros o tempo que eu fiquei lá, mais o tempo de demora da volta.
Ontem foi dia de adiantamento para ele, ai já viu.

Nem toquei no assunto, entrei em casa, fui ver meu cachorrinho, que ainda está um pouco molinho por conta da medicação, mas graças a Deus já está melhor.
Peguei o note, para fazer as coisas da facul, tem muitaaaaaaaaaaa coisa para eu fazer.

Ele disse que vai me ajudar, mas sabe quando você fica sem sentir nada, pois é, é assim que eu fiquei.
Até tentei acreditar que ele não tinha feito nada, mas, mera ilusão.
Ele tomou banho, e foi dormir. Sentei na cama para falar do meu trabalho, mas parece que eu fiquei sem sentimento, sem reação, sem nada naquele momento.

Eu fui abraçá-lo e me despedir para ele "tentar" dormir, mas ele não quis me beijar, mais uma prova de que usou.

Não consigo definir como eu estava aquele momento, parece que eu estava vazia, é essa impressão que eu tive.

Minutos depois, ele levantou, disse que queria dar uma volta, eu falei que estava de boa.
Dai ele falou novamente, eu disse que tudo bem. Conversamos um pouco, ele falou, que logo que saiu do trabalho deu um tiro, mas guardou e na volta para me buscar na facul usou o restante.
Não falei nada.
Falei sobre meu trabalho, meus estudos, que eu realmente preciso de ajuda. Como ele se formou na mesma área que eu (Eu faço Administração, ele fez o mesmo curso só que com ênfase em Comércio Exterior), ele tem mais experiência do que eu, e sabe muito mais coisas.
Ele é muito dedicado aos estudos, quando pega algo para estudar, estuda muito, até poder falar muito bem no assunto.
Depois eu estava com fome, ele comprou um lanche para mim e viemos para casa.

Hoje de manha, ele foi trabalhar. Fiz o seu café, o seu pão na chapa.

Às vezes, por mais que eu saiba que se um dia eu achar que eu sofro com isso, eu sei que ele sofre bem mais; tenho a impressão que ainda existe um certo prazer em usá-la.
A droga ela tem o poder de estragar qualquer pessoa que usa, mesmo aquelas que usam socialmente. O pós droga é muito ruim, eu vejo por ele.
E ai vem a pergunta, por que ainda usá-la?
Nunca saberemos o que se passa na cabeça de um adicto.

Bem, se ele quiser continuar se enganando,  é uma escolha dele, quem sabe um dia acorda!
Pra quem já é experiente demais na área, chega né!
Mas, quem tem que dizer isso para maldita droga é ele e não eu.
Eu desejo que só por hoje ele consiga superar esse dia com serenidade, paz de espírito e domínio próprio.
E só por hoje, eu consiga me manter firme e forte na minha recuperação.

Serenidade.

"As ondas tentam me desesperar, me desacreditar. Os ventos dizem que tudo isso é bobagem, e o que vale é a realidade;
Mas em Tuas mãos eu posso ter, força pra seguir e não olhar pra trás;
Só quero ouvir Tua doce voz a me dizer: Vem sem medo, vem!"
(Sobre As Águas - Nívea Soares)



9 comentários:

  1. Olá querida Mari.

    "Mas, quem tem que dizer isso para maldita droga é ele e não eu."

    A gente não pode mudar o mundo mas mudando a nós mesmos já ajuda para para caramba!
    Serenidade e paz. SPH
    BJs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sábias palavras!
      A mudança começa em nós mesmos.

      Beijooos

      Excluir
  2. Mari, é complicado porque sabemos que a droga é capaz mesmo de dominar o DQ, mas não podemos usar isso como desculpa para aceitar os desvios que eles causam por causa da droga.
    Acho que dessa vez, você foi muito bem em conversar com ele, em mostrar para ele que você precisa dele, da ajuda dele também...
    Esse sentimento de vazio é fruto da Co, porque nos sentimos trocadas e sem valor quando o adicto recaí, mas, você vai melhorar logo logo...
    Fica bem, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suas palavras me confortam!

      Às vezes eu não sei como agir, essa que é a real.

      Beijooos

      Excluir
  3. Oi Mari, desculpa mas vou responder tua pergunta: o que passa na cabeça de um adicto quando usa? eu te digo, uma vontade de usar fora do normal, onde nada ou ninguém é mais importante que a droga, se gostamos? Claro que sim, se existe algo que gostamos e de usar droga, se não não usaríamos (não somos masoquistas)mas sim doentes e essa doença além de desencadear essa vontade incontrolável, nos faz também manipuladores, egoístas, egocêntricos, indiferentes..etc
    Mesmo indo ao inferno como eu fui, ainda assim usamos.

    Pensei tanto para te dizer algo, mas não posso minha visão e diferente da tua (deve ter lido meu último post).
    Só você sabe dos teus sentimentos do teu limite, até lá boa sorte.
    Sei que nós adictos não somos nada fáceis.
    Que Deus a abençoe e a ele também.

    Boa sorte,
    Beijos Vida F..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa pedir desculpas querida, aqui vc e outras pessoas tem total liberdade de expressão!

      Bem, às vezes temos a resposta para nossas perguntas dentro de nós mesmos, basta apenas termos calma e sabedoria para poder encontrá-la.

      Mas obrigado pelas tuas palavras, me ajuda a entender o mundo de vcs.

      Grande beijoooo
      Deus abençoe

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Sei bem como é esse vazio...
    Quando o "João" recaiu pela ultima vez, fiquei nesse estado...
    Sabe aquela música do Arnaldo Antunes - Socorro...

    "Socorro!
    Não estou sentindo nada. Nem medo, nem calor, nem fogo
    Não vai dar mais pra chorar. Nem pra rir...

    Socorro!
    Alguma alma mesmo que penada me empreste suas penas
    Já não sinto amor, nem dor. Já não sinto nada...

    Socorro!
    Alguém me dê um coração, que esse já não bate nem apanha
    Por favor! Uma emoção pequena, qualquer coisa!
    Qualquer coisa que se sinta... Tem tantos sentimentos
    Deve ter algum que sirva Qualquer coisa que se sinta
    Tem tantos sentimentos Deve ter algum que sirva..."

    Se encaixava tão bem em mim...

    Fé no seu PS, amiga! Tudo ficará bem.... Força!
    Precisando to aki...

    beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada amiga!
      É o que tem me mantido forte, é a fé, é acreditar no impossível.
      E eu creio que ele irá acontecer.

      Também estou aqui sempre que precisar.
      Beijoooos

      Excluir