terça-feira, 22 de maio de 2012

Está tudo bem!


Boa tarde!
Terça-feira é um dia que eu não gosto muito, não sei porque..rs

Estou com um pouco de dores, mas irei ao médico amanha e veremos o que ela irá receitar para tirar essas dores. São bem incomodas.
Minha mãe teve mioma, tinha dores, mas segundo ela, não da maneira que eu tenho.

Ainda no sábado, eu liguei para o pastor que nos acompanha e pedi uma oração. E suas palavras foram muitos sábias, dizendo que relacionamento é algo difícil, mexe muito conosco, mas era para eu não me desesperar que TUDO está no controle de Deus.

Para ajudar, chegou uma encomenda dele, como ele voltou as suas atividades físicas, tem comprado alguns suplementos. E uma vitória, ele parou de fumar! Graças a Deus.
Ai eu liguei para avisá-lo que sua encomenda havia chegado, e quando foi por volta de 21:00 ele passou em casa para pegá-la.

Perguntou como eu estava, e eu havia esquecido o pós-barba no ármario do banheiro, também entreguei. Dai ele falou, entregou tudo, não tem mais nada, eu afirmei que sim.
Conversamos um pouco e ele foi embora. Me deu um selinho somente.

Ai entrei em casa, comecei a chorar, por ter visto ele, por pensar em coisas que eu poderia ter falado ou escutado. Dai eu parei, fiz uma oração e entreguei nas mãos de Deus.
Disse que eu não gostaria que as coisas fossem assim, que fosse diferente, mas que Ele fizesse o melhor para nós.

Comecei assistir uma pregação, fiquei jogando, nisso eu recebi uma mensagem dele, perguntando se eu estava acordada, se eu queria dar uma volta para conversarmos. Disse que sim.
Ele passou, entrei no carro, e ele disse que estava "embarulhado", pois não queria ficar daquele jeito comigo, disse que me ama e que estava se sentindo mal com tudo isso.
Dai eu falei, que eu estava triste, pelo fato dele não me ligar, de pouco se importar comigo, que nesse momento que eu estou passando, eu só espero uma ligação dele.
E ele disse que também esperou uma ligação minha, e não entendeu o que aconteceu para eu não ter ligado.
Ai eu falei tudo o que estava sentindo, ele escutou numa boa.
Falou que não me ligou pelo fato de eu não estar bem, e estava com medo da minha reação, que na cabeça dele eu não havia gostado dele ter ido para casa dele.
Eu respondi, que eu aceitei numa boa, que realmente é cansativo, é longe para o pai dele sair de lá onde eles estão morando, ir para minha casa e depois para o aeroporto, mas não gostei da maneira que ele falava das coisas, que eu sei que existe um contraste enorme de onde moramos, mas que nem por isso era necessário falar; e falei também que não gostei dessa necessidade imensa da mãe dele querer as roupas.
Ele falou que eu não vou mudá-la, eu concordei, mas falei que tudo tem limite, e que não é o jeito dela que tem que ser as coisas.
Ele apenas concordou e perguntou se eu ainda o amava. Eu respondi que sim, e fiz a mesma pergunta; ele falou que eu não tenho noção do quanto ele gosta, me ama e que não quer ficar longe de mim, depois disso me abraçou.

E disse mais, que esse tempo longe, foi bom, pois ele sentiu minha falta. Ai eu falei para ele, que também, mas que eu não quero mais que isso aconteça, independente de como o outro estiver, firmamos um acordo de um ligar para o outro.
Ai ele disse, que a partir daquele dia, um ia prometer para o outro fazer de tudo para o nosso relacionamento melhorar, para que cada dia estarmos mais juntos e próximo um do outro, para que isso fortaleça nosso amor e relacionamento.

Depois disso, comemos um lanche e fomos para casa. Ele dormiu lá, no domingo a noite foi no culto. E graças a Deus, tudo está bem.

Eu estou triste, chateada por conta do trabalho, é desanimador você fazer inúmeras coisas e ainda falarem que você está fazendo com má vontade, que seu serviço é ruim.
Isso tem mexido muito comigo, e até minha mãe falou que isso afetou minha saúde.
Estou preocupada, a empresa é um ambiente legal, mas é muita manipulação, fofoca, e as coisas chegam tão distorcidas que ninguém procura saber da verdade, é totalmente um telefone sem fio.
Essa semana eu estou mais calma, mas, está nas mãos de Deus.

Só passei para atualizar e dizer, que graças a Deus, está tudo bem em relação ao amado. E estou orando para que o trabalho se acerte, porque é muito ruim trabalhar num clima / ambiente desses.
 



2 comentários:

  1. Oi querida que bom que está tudo bem!
    O amor sempre vence independente da manipulação
    de terceiros. Deus fortaleça esta união.
    Tamujuntas.
    BJs.

    ResponderExcluir
  2. Oi Thuca!
    Que bom que tudo está indo bem amiga!
    E paciencia com a sogra.. rsrs

    Oh, boas novas!!! Eu vou ir pra campinas sim...
    dps posto os ultimos acontecimentos... que to com pressa agora
    ahahhahaha


    Beijo!! Tamo junto querida!

    ResponderExcluir